UROCULTURA - exame de urina

Urocultura, também chamada de urinocultura, ou ainda, cultura de urina, é o exame indicado para o diagnóstico da infecção urinária. Neste texto vamos abordar a forma correta de colher esta análise, quais suas indicações e falar um pouco sobre os possíveis resultados.

A urocultura positiva, negativa ou com tsa é o exame de urina que identifica a presença de bactérias. Como os rins e a bexiga são locais estéreis, ou seja, sem micróbios presentes, a identificação de uma bactéria na urina costuma ser um forte indicador de uma infecção urinária. É importante salientar, porém, que nem sempre a presença de bactérias indica uma infecção ativa. Algumas delas podem colonizar a uretra e a bexiga sem necessariamente causar doença. A urocultura é feita através da colocação da urina em um meio propício à reprodução de bactérias, chamado meio de cultura. Caso a urina contenha germes, em 48 horas será possível identificar a formação de colônias de bactérias, podendo, deste modo, identificarmos qual tipo de bactéria está presente e quais antibióticos são eficazes em combatê-las (antibiograma). No resultado da urocultura normalmente estão presentes o tipo de bactéria, o número de colônias formadas pela mesma e a lista de antibióticos sensíveis e resistentes. Falaremos dos resultados com detalhes mais à frente.

 

Saúde com Inteligência - Saude On Line


   Digite na caixa abaixo o que você procura:

Pesquise no Google

 

 

 

SAÚDE COM INTELIGÊNCIA - O SEU GUIA DE SAÚDE ON-LINE
 

HOME DOENÇAS ASSUNTOS ARTIGOS AVISO LEGAL PUBLICIDADE CONTATO

 

Urocultura     Hematúria     Urina de 24 horas     Urina com sangue     Exame de urina gravidez     EAS     Exame de urina I    


TUDO SOBRE UROCULTURA

O melhor e o mais indicado exame para o diagnóstico de uma infecção urinária, seja ela uma infecção de bexiga, chamada de cistite, ou uma infecção dos rins, chamada de pielonefrite, é a urocultura. Um erro muito comum, inclusive para alguns médicos, é fechar o diagnóstico de infecção urinária baseado apenas nos resultados do EAS (exame comum de urina). Muitas vezes o paciente é desnecessariamente submetido a tratamentos com antibióticos apenas por ter leucócitos na urina ou apresentar discreta hematúria.

A urocultura é o exame de urina que identifica a bactéria causadora da infecção urinária. De modo mais simples, podemos dizer que o EAS nos mostra as consequências de uma possível infecção urinária, enquanto que apenas a urocultura é capaz de identificar o germe que está causando a infecção.

 

 
 

O que é urocultura?

 

É a cultivo de urina utilizada para verificar a presença microorganismos localizados na urina, uretra e nos rins. O resultado é considerado positivo quando são isolados 100.000 colônias (termo de identificacação das bactérias) de microorganismos por 1ml de urina e dessa forma constatar à infecção do Trato Urinário.
 

Que doenças são diagnosticadas na urocultura?

Urocultura
UROCULTURA

Neste exame podemos diagnosticar a infecção do Trato Urinário das vias baixas (Uretrite – doença inflamatórias e infecciosas da uretra e Cistite – doença inflamatórias e infecciosas da bexiga) e das vias urinárias altas (Pielonefrite – doença infecciosa do trato urinário ascendente que atingiu a 'pielo' (pelve) do rim).

 

 

Pode ocorrer um resultado falso?

Pode haver sim um resultado falso-positivo. Isso ocorre quando há a contaminação da urina, no momento da colheita por fluido vaginal, ou secreção uretral ou na presença de certos componentes como sangue e drogas.

Outra possibilidade é de haver exame com resultados falso-negativos quando há baixas de nitratos por alimentação deficiente em vegetais ou o paciente apresenta um destas situações:
 

 

Entenda o que é urocultura.

 

- Uso de antimicrobiano (antibacteriano ou antifúngico) quando existem focos infecciosos renais fechados, como Pionefrose associada a cálculos obstrutivos;

- Uso de diuréticos;

- Dieta sem a presença de vitamina C;

- Concentrações anormais de Urobilinogênio;

- pH urinário abaixo de seis (muito ácido).

Outra possibilidade, esta mais específica: quando o paciente apresenta infecção causada por estafilococo saprofítico que necessita de meios especiais de cultura para seu crescimento e diagnóstico.


Tenho que fazer jejum antes de fazer esse exame?

Jejum não é necessário. Porém deve-se ter uma orientação alimentar antes da colheita da Amostra de urina. A alimentação pode prejudicar a execução do exame, pois pode alterar cor, densidade (número de partículas dissolvidas), pH (acidez da urina), quantidade de íons, uréia e outros elementos.

Evita-se ingerir: Café, refrigerantes, chás, doces e se possível nenhum medicamento.


Tem uma maneira ideal para coleta da urina para que eu não prejudique o diagnóstico?

A urina coleta é a primeira da manhã, antes se deve fazer a higienização para não haver nenhuma alteração.

Procedimentos de coleta:

- Em homens:

A higiene deve ser feita retraindo o prepúcio, deixando assim a glande exposta. Logo se utiliza uma gaze com um pouco de soro fisiológico passando levemente. Espera secar e assim promover a micção.

Importante antes de colher dar o primeiro jato (10 a 15ml) para que não recolha a secreção matinal. Recolhe –se para o exame o jato médio (50 a 100ml) que proporciona uma amostra limpa num frasco estéril.

- Em mulheres:

A paciente deve ser colocada em posição de litotomia. Após necessária a higienização do local com uma gaze com um pouco de soro fisiológico. Para que não haja contaminação, a gaze deve ser passar do sentido da uretra em direção ao ânus. Após a higiene local, os grandes lábios são mantidos afastados e a paciente inicia-se a micção. Neste caso também elimina a primeira micção (10 a 15ml) e recolhe a micção média (50 a 100ml) num frasco estéril.

Caso a paciente não esteja conseguindo pode haver a ajuda das manobras por uma pessoa treinada para isso.

- Em Crianças:

Em crianças maiores poderá tentar a coleta semelhante ao dos adultos. No caso de crianças menores temos que utilizar o método mais específico. Um dele é o caso reflexo espiral de Perez que consiste na estimulação da região lombar da musculatura local, estando a criança na posição de decúbito horizontal ventral (deitada de barriga para baixo). Não esquecer de fazer a higienização respectiva ao sexo da criança. Geralmente a micção espontânea ocorre dentro de 5 minutos. Assim que a criança começa a urinar deve-se recolher a urina dentro de um frasco estéril.

Outra possibilidade é o método da aspiração suprapúbico (acima da região do púbis). O abdome é esterilizado com uma solução anti-séptica e introduz-se uma agulha a 2 cm acima da sínfise púbica (parte óssea da região do púbis). Quando chegar à luz vesical (interior da bexiga) aspira a urina. Está manobra é considerada de exceção pela maioria de profissionais.

Exame de urina e a urocultura.

Como é a análise desse exame?

- Exame Quantitativo: Análise das características gerais com o volume, a cor, o aspecto, depósito, densidade e o cheiro.

- Exame Químico: é um fator muito variável que está diretamente relacionado com a alimentação. Será levado em consideração: reação e pH, pesquisa de substancias diversas como: proteína, glicose, corpos cetônicos e pigmentos biliares.

- Exame microscópico do sedimento urinário: neste estudo deve-se ser recolhida uma certa quantidade de urina e colocada na centrífuga de 3 a 5 minutos. Após este procedimento obtém-se a sedimentação de certos elementos. Esses elementos são divididos em dois grupos: elementos orgânicos e elementos inorgânicos Os elementos orgânicos são de maior importância sob o ponto de vista clínico. São eles: células epiteliais, células tumorais, leucócitos, hemácias, cilindros urinários (protéicos, gordurosos, leucocitários, hemáticos e epiteliais) e elementos como bactérias, leveduras, espermatozóide, gotas de gordura e protozoário. Os elementos inorgânicos são representados por diversos tipos de cristais e depende da sua concentração para estar ou não relacionado a uma patologia.

- Análise quantitativa de urina: outras substâncias podem ser dosados na urina no intuito de constatação diagnóstica e/ou controle terapêutico. Destacam-se: ácido vanilmandélico, 17KS e 17OH, ácido úrico (cálcio, cistina e fósforo) e glicose.
 


 

 

Voltar a página inicial do Saúde com Inteligência.

 

ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL ACNE AFTA ALCOOLISMO ALOPECIA ALZHEIMER ARTERIOSCLEROSE ARTRITE ARTROSE BACTÉRIAS BELEZA BELEZA NATURAL BRONQUITE AGUDA BRONQUITE CRÔNICA BICO DE PAPAGAIO BROTOEJA BURSITE CABELOS CÁLCULO BILIAR CÁLCULO RENAL CALVÍCIE CÂNCER CELULITE COLESTEROL CÓLICAS MENSTRUAIS CÓLICA RENAL CORRIMENTO VAGINAL DIABETES DISFUNÇÃO ERÉTIL DENGUE DEPRESSÃO DOR DE GARGANTA EMAGRECIMENTO ENVELHECIMENTO PRECOCE ESPORÃO ESTRESSE ESCLEROSE MÚLTIPLA EXAME DE SANGUE EXAME DE URINA FARINGITE FEBRE FIBROMIALGIA FLATULÊNCIA FALTA DE MEMÓRIA GASTRITE GENGIVITE GLICOSE NO SANGUE GOTA GRIPE GUIA DO BEBE HIPERTENSÃO ARTERIAL HALITOSE HEMOGRAMA HEMORRÓIDAS HEPATITE HERPES HIPNOSE HIPOGLICEMIA HOMEOPATIA IMPOTÊNCIA INFECÇÃO INSÔNIA LARINGITE L-CARNITINA LEUCEMIA LEUCORRÉIA LÚPUS MAGNÉSIO MAL DE PARKINSON MASSAGEM MEMÓRIA MENOPAUSA MINERAIS NÁUSEA NEFRITE NEVRALGIA OSTEOPOROSE OSTEOARTROSE OBESIDADE OLIGOELEMENTOS PANCREATITE PÉ DIABÉTICO PEDRA NOS RINS PEDRA NA VESÍCULA PRESSÃO ALTA PREVENÇÃO DE DOENÇAS PRÍMULA QUEDA DE CABELO QUEIMADURAS QUEIXAS NA GRAVIDEZ RADICAIS LIVRES REJUVENESCIMENTO REUMATISMO SARAMPO SEMENTE DE CHIA SINUSITE SÍFILIS SOLUÇO SÓDIO E POTÁSSIO TENSÃO PRÉ-MENSTRUAL (TPM) TENDINITE TRIGLICERÍDEOS-TRIGLICÉRIDES TROMBOSE TUNEL DO CARPO ÚLCERA UNHA ENCRAVADA URETRITE URTICÁRIA VARICOCELE VARIZES VERMINOSE VERTIGEM VÍRUS ZONZEIRA ZUMBIDO NOS OUVIDOS

calculo renal  calculos renais  Pedra nos Rins  NQI funciona para tratar cálculo renal Cálculos Renal Cogumelo do Sol  NQI Pedra na Vesícula Artrite e Artrose 

nqi   suplementos   acne e espinhas www.jornaldasaude.com.br  www.cloretodemagnesiopa.com.br    www.listahotel.net  www.nqi.com.br  www.medicinaetratamentonatural.com.br  

Esta página e todas as informações contidas neste site são de propriedade SAÚDE COM INTELIGÊNCIA.

Referente a responsabilidade pelo uso das informações aqui contidas leia nosso DISCLAIMER.

Nenhuma parte deste website pode ser reproduzida sem a expressa autorização.
SAÚDE COM INTELIGÊNCIA - © 2007 -  2008 - 2009 - 2010 - 2011 - 2012 - Todos os direitos reservados.

Informações importantes sobre urocultura.