Unha encravada causa dor e desconforto. leia todo nosso artigo e saiba o que é unha encravada, causas, o que fazer e tratamento. Todas as informações sobre como evitar e como tratar unhas encravadas.

 

Saúde com Inteligência - Saude On Line


   Digite na caixa abaixo o que você procura:

Pesquise no Google

 

 

 
 
 

SAÚDE COM INTELIGÊNCIA - O SEU GUIA DE SAÚDE ON-LINE
 

HOME DOENÇAS ASSUNTOS ARTIGOS AVISO LEGAL PUBLICIDADE CONTATO

 

TUDO SOBRE UNHA ENCRAVADA

A unha encravada muitas vezes pode ser removida ou tratada. Mas em alguns casos mais graves, o tratamento da unha encravada precisa ser feito com cirugia.

 

O que é unha encravada?

A unha encravada ocorre quando uma de suas pontas enterra na pele ao seu redor. Isto acontece porque a pele forma uma barreira ao seu crescimento e, como a unha não pára de crescer e é mais dura, ela penetra na pele causando dor e inflamação.

A causa é, geralmente, o hábito errado de se cortar os cantos das unhas. Isto causa a formação de uma ponta na extremidade cortada e permite que, com o peso do corpo, a pele que antes estava embaixo da unha, se projete para cima e entre na frente da mesma. Com o crescimento, a unha encrava neste local.

O uso de sapatos de pontas finas também facilita o encravamento das unhas. Em crianças recém-nascidas, o uso de macacões com pés fechados também podem ocasionar o problema se não forem bem folgados.

Os dedos mais atingidos são os dos pés, principalmente os "dedões" e as unhas encravam quase sempre pelos cantos. O quadro se inicia com dor local que vai aumentando de intensidade e pode se tornar insuportável. A pele ao redor da unha fica inflamada, inchada e avermelhada, podendo haver eliminação de pus e formação de um granuloma piogênico (carne esponjosa), a área vermelha vista na foto abaixo.



Unha encravada ocorre quando uma de suas pontas enterra na pele ao seu redor.
UNHA ENCRAVADA

Unha encravada fica inflamada.

Onicocriptose é o nome científico que se dá a unha encravada ou unha incarnada (ungüis incarnatus), resultante da penetração de uma espícula (pedaço de unha) no tecido circunjacente. Em geral, há infecção e formação de tecido de granulação exuberante. As principais causas da Onicocriptose são: Pressão e Traumatismo.
 
- Pressão: é exercida por: Meias (quando pequenas ou grossas, pressionam a pele das bordas ungueais); Calçados (quando justos, estreitos, ou de ponta fina não só exercem pressão sobre a pele como também sobre a placa ungueal); Unhas Espessas (unhas grossas ocasionam pressão sobre a pele ao mesmo tempo em que a pele também pressiona o corpo da unha). Convexidade exagerada do corpo da unha. 

- Traumatismo: é causado por: tropeções; quedas de objetos sobre a unha; corte incorreto da unha feito com tesouras ou alicates, que causam lesões.

 

Pressão ou Traumatismo na pele ou ambas ao mesmo tempo, provocam um maior afluxo sangüíneo para o local, o que propicia um adelgaçamento da pele do sulco ungueal e consequente ruptura da mesma, facilitando assim a penetração de bactérias. Com a contaminação através das bactérias, surge inflamação e posterior infecção com secreção purulenta o que origina o crescimento de granulação exuberante (granuloma piogênico ou carne esponjosa) avermelhada e dolorosa, que é composta por pequenos vasos capilares que recobre o sulco ungueal, projetando- se sobre a lâmina ungueal. Essa granulação é muito sensível e quando tocada rompe e sangra facilmente.

 
No traumatismo o quadro clinico apresenta-se com maior rapidez pois existe, quase sempre, o rompimento da pele do sulco ungueal, seguido de inflamação e infecção.

 
Há varias formas de resolver-se o problema da onicocriptose dos pododáctilos. Na Podologia usa-se remover a parte encravada (espiculaectomia).

 

 

Tratamento da unha encravada

 

Para evitar o encravamento das unhas, nunca as corte pelos cantos, mantendo sempre as pontas livres. As unhas dos pés devem ser cortadas retas. Evite cortar as unhas curtas demais, deixando sempre uma pequena faixa de borda livre (aquela parte branca). Evite usar calçados apertados.

 

Retira-se no máximo 5% da lâmina ungueal comprometida. Imersão dos pés em banhos emolientes e uso de antibióticos ou antiflamatórios são inúteis. É necessário remover a espicula que está causando a infecção e a dor.

No procedimento podológico é feito primeiramente um inspeção cuidadosa do pé onde se procura identificar a causa da podopatia, e a pesquisa de mais dados sobre a saúde do paciente, se já fez tratamento, medicamentos utilizados, antecedentes familiares (alergia a medicamentos, diabetes...etc). Digitopressão: compressão efetuada com os dedos, provocando isquemia localizada, é possível averiguar a microcirculação dos pés. E avaliação da sensibilidade protetora plantar utilizando-se de monofilamento para, posteriormente tomar-se medidas terapêuticas. Essa intervenção não é um processo cirúrgico. A Legislação Brasileira não permite ao Podólogo fazer cirurgias ou prescrever medicamentos injetáveis ou de uso interno.

Caso haja necessidade de procedimento cirúrgico, deve-se obrigatoriamente buscar um médico especializado.

O tratamento varia de acordo com a intensidade de cada caso. Desde medidas simples, como o afastamento da pele inflamada por um chumaço de algodão até procedimentos cirúrgicos para remover o tecido inflamado ou destruir a matriz da unha no canto onde ela encrava podem ser necessários. A extração da unha deve ser evitada pois, quando ela voltar a crescer, pode encravar novamente. O tratamento cirúrgico visa desobstruir a passagem da unha, que pode então crescer livremente.

 

Unha encravada tem tratamento. Entenda como tratar unha encravada.

 

Em caso de infecção secundária, pode ser necessário o uso de antibióticos de uso local ou via oral. O granuloma piogênico (carne esponjosa), quando ocorre, deve ser cauterizado com substâncias químicas ou então através de eletrocoagulação. O tratamento ideal para a unha encravada deve ser determinado por um especialista.

 

 

 

 

 


  Digite na caixa abaixo o que você procura:

Pesquise no Google

 


Voltar a página inicial do Saúde com Inteligência.

 

ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL ACNE AFTA ALCOOLISMO ALOPECIA ALZHEIMER ARTERIOSCLEROSE ARTRITE ARTROSE BACTÉRIAS BELEZA BELEZA NATURAL BRONQUITE AGUDA BRONQUITE CRÔNICA BICO DE PAPAGAIO BROTOEJA BURSITE CABELOS CÁLCULO BILIAR CÁLCULO RENAL CALVÍCIE CÂNCER CELULITE COLESTEROL CÓLICAS MENSTRUAIS CÓLICA RENAL CORRIMENTO VAGINAL DIABETES DISFUNÇÃO ERÉTIL DENGUE DEPRESSÃO DOR DE GARGANTA EMAGRECIMENTO ENVELHECIMENTO PRECOCE ESPORÃO ESTRESSE ESCLEROSE MÚLTIPLA EXAME DE SANGUE EXAME DE URINA FARINGITE FEBRE FIBROMIALGIA FLATULÊNCIA FALTA DE MEMÓRIA GASTRITE GENGIVITE GLICOSE NO SANGUE GOTA GRIPE GUIA DO BEBE HIPERTENSÃO ARTERIAL HALITOSE HEMOGRAMA HEMORRÓIDAS HEPATITE HERPES HIPNOSE HIPOGLICEMIA HOMEOPATIA IMPOTÊNCIA INFECÇÃO INSÔNIA LARINGITE L-CARNITINA LEUCEMIA LEUCORRÉIA LÚPUS MAGNÉSIO MAL DE PARKINSON MASSAGEM MEMÓRIA MENOPAUSA MINERAIS NÁUSEA NEFRITE NEVRALGIA OSTEOPOROSE OSTEOARTROSE OBESIDADE OLIGOELEMENTOS PANCREATITE PÉ DIABÉTICO PEDRA NOS RINS PEDRA NA VESÍCULA PRESSÃO ALTA PREVENÇÃO DE DOENÇAS PRÍMULA QUEDA DE CABELO QUEIMADURAS QUEIXAS NA GRAVIDEZ RADICAIS LIVRES REJUVENESCIMENTO REUMATISMO SARAMPO SEMENTE DE CHIA SINUSITE SÍFILIS SOLUÇO SÓDIO E POTÁSSIO TENSÃO PRÉ-MENSTRUAL (TPM) TENDINITE TRIGLICERÍDEOS-TRIGLICÉRIDES TROMBOSE TUNEL DO CARPO ÚLCERA UNHA ENCRAVADA URETRITE URTICÁRIA VARICOCELE VARIZES VERMINOSE VERTIGEM VÍRUS ZONZEIRA ZUMBIDO NOS OUVIDOS

calculo renal  calculos renais  Pedra nos Rins  NQI funciona para tratar cálculo renal Cálculos Renal Cogumelo do Sol  NQI Pedra na Vesícula Artrite e Artrose 

nqi   suplementos   acne e espinhas www.jornaldasaude.com.br  www.cloretodemagnesiopa.com.br    www.listahotel.net  www.nqi.com.br  www.medicinaetratamentonatural.com.br  

Esta página e todas as informações contidas neste site são de propriedade SAÚDE COM INTELIGÊNCIA.

Referente a responsabilidade pelo uso das informações aqui contidas leia nosso DISCLAIMER.

Nenhuma parte deste website pode ser reproduzida sem a expressa autorização.
SAÚDE COM INTELIGÊNCIA - © 2007 -  2008 - 2009 - 2010 - 2011 - 2012 - Todos os direitos reservados.

 

Este artigo pode ser bastante útil para esclarecer o que é unha encravada.