Saiba o que é reumatismo no sangue

É importante saber quais os sintomas e tratamento para reumatismo no sangue. O termo "reumatismo no sangue" não deveria ser utilizado, pois não reflete a realidade. A expressão que a pessoa tem "reumatismo no sangue" é apenas um mito de criação relativamente moderna. Não é um termo técnico nem profissional e não designa doença alguma. Provavelmente foi inventado no século passado.

 

Saúde com Inteligência - Saude On Line


   Digite na caixa abaixo o que você procura:

Pesquise no Google

 

 

 

SAÚDE COM INTELIGÊNCIA - O SEU GUIA DE SAÚDE ON-LINE
 

HOME DOENÇAS ASSUNTOS ARTIGOS AVISO LEGAL PUBLICIDADE CONTATO


REUMATISMO NO SANGUE

 

 
 

Reumatologia Sintomas Exames Remédio Reumatismo no sangue Perguntas e Respostas  Tratamento

 

reumatismo no sangue

A febre reumática ou reumatismo no sangue, como é conhecida popularmente, é uma doença que ataca articulações, coração e sistema nervoso, inflamando-os.

A causa é uma infecção de garganta pela bactéria estreptococo beta-hemolítico que não recebeu tratamento ou foi mal curada. A bactéria está por toda parte, em especial nas regiões mais pobres, nas quais as condições de moradia e de saneamento básico são precárias. A pessoa contrai o microrganismo e tem a infecção de garganta.

 

Em cinco a sete dias, seu organismo reage, produz anticorpos e neutraliza a bactéria.

Decorridas cerca de duas semanas, porém, as pessoas com predisposição para apresentar a febre reumática começam a ter dor e inchaço nas articulações dos membros inferiores, como joelho ou tornozelo. É o sintoma inicial da febre reumática.

A doença atinge sobretudo pessoas de cinco a 15 anos, período no qual se intensificam os relacionamentos humanos. É rara após os 20 anos e dificilmente um adulto tem o primeiro surto. Manifesta-se tanto em meninos quanto em meninas, com predominância discreta entre elas. Não são todas as pessoas com infecção pelo estreptococo que desenvolvem a febre reumática: só aquelas que apresentam predisposição genética.

O mecanismo da moléstia seria o seguinte: ao mesmo tempo em que atacam a bactéria, os anticorpos agridem as articulações, o coração e o sistema nervoso central, em virtude da semelhança que existe entre estruturas desses tecidos e da bactéria.

 

 

 

O que é reumatismo no sangue

 

 

O sintoma inicial mais freqüente da febre reumática, como dissemos, são dores muito fortes e inflamação nas articulações dos membros inferiores (com inchaço e aumento de temperatura). A dor pode ser tão intensa que a criança para de andar. Em geral começa em uma articulação, dura dois a três dias, melhora e passa para outra articulação. Isso se chama artrite, que se manifesta em cerca de 70% das pessoas que apresentam febre reumática.

A inflamação poderá ocorrer também no coração (50% dos casos), onde pode atacar o endocárdio (tecido que recobre as valvas cardíacas), o miocárdio (músculo do coração) e o pericárdio (membrana que recobre todo o coração). O mais comum é atingir, principalmente, o endocárdio. Quando a inflamação é discreta, o paciente às vezes não sente nada. Nos casos em que o comprometimento é mais intenso, no entanto, a criança poderá apresentar cansaço ao fazer esforços, taquicardia e até insuficiência cardíaca. A doença é auto limitada, isto é, pode melhorar mesmo sem tratamento, com exceção da inflamação do coração. Existe o risco de danificar as valvas cardíacas de maneira irreversível.

A inflamação poderá também chegar ao cérebro, mais especificamente aos núcleos da base. Com isso, a criança passa a apresentar movimentos involuntários de braços e pernas, fraqueza muscular e labilidade emocional (torna-se chorona e briguenta). Sob estresse, os movimentos aparecem ou pioram. Durante o sono, porém, desaparece tudo.

Como sabemos a causa da febre reumática podemos preveni-la. Prevenção, claro, é fundamental. Crianças e adolescentes que apresentam infecção de garganta têm de ser levados a um pediatra. Esse profissional é encontrado até nos postos de saúde. Ele reconhece fácil a moléstia pelas alterações: dor de garganta, febre, aumento dos gânglios no pescoço e pontos vermelhos ou placas de pus na garganta. O tratamento mais eficaz é o antibiótico (penicilina benzatina) por injeção intramuscular em uma única aplicação nos primeiros nove dias da infecção. Basta apenas uma aplicação para se prevenir a febre reumática, que acarreta tantos prejuízos pessoais e econômicos para as famílias e para a sociedade. A prevenção é imediata. Entretanto, como existem mais de 80 tipos dessa bactéria devemos ficar sempre alerta porque a cada infecção existe o risco de contrair a doença. O uso de outros antibióticos por via oral pode ser indicado eventualmente por 10 dias.

O medo infundado do antibiótico penicilina, vale destacar, infelizmente tem dificultado o tratamento da doença. A temida alergia ou choque anafilático é muito rara, especialmente em crianças com menos de 12 anos de idade. Por outro lado, quando crianças e adolescentes apresentam dor e inchaço nas articulações, também precisam ser levados logo ao médico. A primeira providência é combater a bactéria, mesmo que a dor de garganta tenha passado. Todo comprometimento articular pela febre reumática é tratado com a simples aspirina, que interrompe sua evolução. Quando já atingiu o coração, utiliza-se a cortisona, um antiinflamatório mais potente. Este também interrompe, em duas a três semanas, a progressão da enfermidade, evitando as complicações.

Os danos irreparáveis às valvas cardíacas, infelizmente, só podem ser corrigidos, em muitos casos, por meio de cirurgia. Vale ressaltar, finalmente, a importância de se prevenir outros surtos da febre reumática nas pessoas que já apresentaram a doença, para que não haja o comprometimento do coração (caso não tenha ocorrido no primeiro surto) ou a piora deste. Esta prevenção também deve ser feita, de preferência, com a penicilina benzatina a cada 3 semanas. Todos estes cuidados visam a melhor qualidade de vida de crianças e adultos com febre reumática, como também a maior sobrevida, uma vez que a febre reumática poderá levar ao óbito se não tratada adequadamente.
 


CLIQUE AQUI E SAIBA TUDO SOBRE REUMATISMO


 


 

 

Voltar a página inicial do Saúde com Inteligência.

 

ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL ACNE AFTA ALCOOLISMO ALOPECIA ALZHEIMER ARTERIOSCLEROSE ARTRITE ARTROSE BACTÉRIAS BELEZA BELEZA NATURAL BRONQUITE AGUDA BRONQUITE CRÔNICA BICO DE PAPAGAIO BROTOEJA BURSITE CABELOS CÁLCULO BILIAR CÁLCULO RENAL CALVÍCIE CÂNCER CELULITE COLESTEROL CÓLICAS MENSTRUAIS CÓLICA RENAL CORRIMENTO VAGINAL DIABETES DISFUNÇÃO ERÉTIL DENGUE DEPRESSÃO DOR DE GARGANTA EMAGRECIMENTO ENVELHECIMENTO PRECOCE ESPORÃO ESTRESSE ESCLEROSE MÚLTIPLA EXAME DE SANGUE EXAME DE URINA FARINGITE FEBRE FIBROMIALGIA FLATULÊNCIA FALTA DE MEMÓRIA GASTRITE GENGIVITE GLICOSE NO SANGUE GOTA GRIPE GUIA DO BEBE HIPERTENSÃO ARTERIAL HALITOSE HEMOGRAMA HEMORRÓIDAS HEPATITE HERPES HIPNOSE HIPOGLICEMIA HOMEOPATIA IMPOTÊNCIA INFECÇÃO INSÔNIA LARINGITE L-CARNITINA LEUCEMIA LEUCORRÉIA LÚPUS MAGNÉSIO MAL DE PARKINSON MASSAGEM MEMÓRIA MENOPAUSA MINERAIS NÁUSEA NEFRITE NEVRALGIA OSTEOPOROSE OSTEOARTROSE OBESIDADE OLIGOELEMENTOS PANCREATITE PÉ DIABÉTICO PEDRA NOS RINS PEDRA NA VESÍCULA PRESSÃO ALTA PREVENÇÃO DE DOENÇAS PRÍMULA QUEDA DE CABELO QUEIMADURAS QUEIXAS NA GRAVIDEZ RADICAIS LIVRES REJUVENESCIMENTO REUMATISMO SARAMPO SEMENTE DE CHIA SINUSITE SÍFILIS SOLUÇO SÓDIO E POTÁSSIO TENSÃO PRÉ-MENSTRUAL (TPM) TENDINITE TRIGLICERÍDEOS-TRIGLICÉRIDES TROMBOSE TUNEL DO CARPO ÚLCERA UNHA ENCRAVADA URETRITE URTICÁRIA VARICOCELE VARIZES VERMINOSE VERTIGEM VÍRUS ZONZEIRA ZUMBIDO NOS OUVIDOS

calculo renal  calculos renais  Pedra nos Rins  NQI funciona para tratar cálculo renal Cálculos Renal Cogumelo do Sol  NQI Pedra na Vesícula Artrite e Artrose 

nqi   suplementos   acne e espinhas www.jornaldasaude.com.br  www.cloretodemagnesiopa.com.br    www.listahotel.net  www.nqi.com.br  www.medicinaetratamentonatural.com.br  

Esta página e todas as informações contidas neste site são de propriedade SAÚDE COM INTELIGÊNCIA.

Referente a responsabilidade pelo uso das informações aqui contidas leia nosso DISCLAIMER.

Nenhuma parte deste website pode ser reproduzida sem a expressa autorização.
SAÚDE COM INTELIGÊNCIA - © 2007 -  2008 - 2009 - 2010 - 2011 - 2012 - Todos os direitos reservados.

Encontre neste conteúdo tudo sobre reumatismo no sangue.