Saúde com Inteligência - Saude On Line


   Digite na caixa abaixo o que você procura:

Pesquise no Google

 

 

 
 
 

SAÚDE COM INTELIGÊNCIA - O SEU GUIA DE SAÚDE ON-LINE
 

HOME DOENÇAS ASSUNTOS ARTIGOS AVISO LEGAL PUBLICIDADE CONTATO

 

QUEIXAS NA GRAVIDEZ

Durante a gestação muitas mulheres sentem diversos tipos de desconforto e por este motivo é muito comum as queixas na gravidez. Gravidez não vem sem os seus efeitos secundários. Durante a gravidez o seu corpo vai sofrer muitas alterações hormonais e é ai que as queixas na gravidez começam. Estas flutuações hormonais podem resultar em uma variedade de sintomas desagradáveis incluindo: náuseas, fadiga, inchaço, retenção de líquidos e mudanças de humor. Encontre neste artigo o que uma mulher grávida pode fazer para lidar com as queixas comuns durante a gravidez.

 

O corpo da mulher se transforma e por este motivo são comuns inúmeras queixas durante este período.

Mas é importante esclarecer que a maioria das queixas na GRAVIDEZ apresentadas a seguir, diminui ou desaparece sem necessidade do uso de medicamentos.

Os medicamentos devem ser evitados ao máximo.

Caso essas queixas não desapareçam ou sejam persistentes podem ser manifestações de doenças mais complexas.

Queixas na Gravidez
QUEIXAS NA GRAVIDEZ


Náuseas e vômitos

São comuns no início da gestação. Quando ocorrem no final da gestação podem estar associados a doenças importantes, devendo ser sempre comunicado ao seu médico.

As orientações para a gestante são as seguintes: fracionar a dieta (comer mais vezes e menos a cada vez), evitar frituras, gorduras e alimentos com cheiro forte ou desagradável; evitar líquidos durante as refeições e ingerí-los de preferência nos intervalos.

Quando os sintomas forem muito freqüentes seu médico irá avaliar a necessidade do uso de medicações.


Pirose - azia - queimação

É comum a partir do segundo trimestre da gestação. Geralmente melhora com dieta fracionada, diminuindo as frituras, café, chá, pimenta, chimarrão, álcool e fumo.

Medidas gerais como não deitar após as refeições e elevar a cabeceira do leito também são benéficas.

A critério médico, a gestante poderá fazer uso de medicamentos.


Sialorréia - excesso de saliva

Muito comum no início da gestação, orienta-se deglutir a saliva e seguir mesmo tratamento indicado para náuseas e vômitos.


Fraquezas e desmaios

Podem acontecer após mudanças bruscas de posição e também quando a gestante ficar sem se alimentar.

IMPORTANTE: Gestantes não devem fazer jejum prolongado.

Geralmente deitar de lado (esquerdo preferencialmente) respirando calma e profundamente melhora a sensação de fraqueza e desmaio.


Hemorróidas

São comuns principalmente nos últimos três meses de gestação, após o parto e também em gestantes que já apresentavam o problema antes da gravidez.

As gestantes devem procurar manter o hábito intestinal regular (manter o intestino funcionando bem). Sempre que as fezes estiverem endurecidas, causando dificuldade para evacuar, as hemorróidas podem sangrar ou doer.

Dietas ricas em fibras e a ingestão de líquidos auxiliam o funcionamento dos intestinos.


Corrimento vaginal

O aumento do fluxo vaginal (leucorréia, corrimento) é comum em gestantes. O fluxo vaginal normal não causa coceira, mau cheiro, ardência ou dor nas relações. (Consulte seu médico se apresentar os sintomas descritos).

Quando ocorre ruptura da bolsa das águas (um dos sinais de parto) a paciente pode referir aumento do corrimento vaginal. É sempre necessário avisar seu médico quando houver suspeita de ruptura da bolsa com saída de líquido amniótico.


Queixas urinárias

O aumento do número de micções é comum na gestação, principalmente no início e no final da gestação por aumento uterino e compressão da bexiga. Como a infecção urinária é mais comum em gestantes, sempre que houver ardência para urinar, dor, sangue na urina ou febre seu médico deve ser comunicado.


Falta de ar - dispnéia - dificuldade para respirar

O aumento do útero e o aumento da freqüência respiratória da gestante podem ocasionar esses sintomas. Geralmente o repouso, deitada de lado, alivia a sensação de falta de ar. Se houverem outros sintomas associados (tosse, febre, inchaço) pode haver doença cardíaca ou respiratória associada.


Dor nas mamas

As mamas aumentam de volume durante a gestação o que freqüentemente causa dor.

A gestante deverá usar um sutiã com boa sustentação. O exame das mamas geralmente descarta problemas mamários mais graves.


Dor nas costas - dor lombar - dor articular

Durante a gestação as articulações ficam com maior mobilidade e isto freqüentemente ocasiona dores nas costas e em articulações como o joelho e o tornozelo.

As gestantes geralmente têm uma postura que provoca dores nas costas (aumento da lordose lombar - colocar a barriga para frente e o quadril para trás). O aumento excessivo de peso também aumenta a incidência de dores osteoarticulares.

Como prevenir:

- evitar aumento excessivo de peso;
- fazer exercícios regularmente;
- manter uma postura adequada;
- evitar uso de saltos altos e desconfortáveis.


Dor de cabeça - cefaléia

Dores de cabeça mais freqüentemente estão associadas a tensões, conflitos e temores, entretanto podem estar associadas a doenças mais sérias. Sempre deve ser afastada a presença de pressão alta. Seu médico avaliará a necessidade do uso de medicações.


Sangramento nas gengivas

Durante a gestação é mais comum o sangramento de mucosas (nasal, gengival) pois, além de uma maior vascularização nas mucosas, seus pequenos vasos sangüíneos ficam mais frágeis. A causa mais freqüente de sangramento gengival é a inflamação crônica da gengiva.

A gestante deve escovar os dentes com escova macia, massagear a gengiva e passar fio dental. Esse sintoma deve ser relatado a seu médico (ocasionalmente pode estar associado a outros problemas da coagulação do sangue) e ao dentista.


Edema na pernas - inchaço

Principalmente no final da gestação ocorre inchaço de membros inferiores. Quando não estiver associado à perda de proteínas na urina e à pressão alta geralmente reflete o acúmulo de líquido característico da gestação.

Existem posições que dificultam o retorno venoso (volta do sangue das pernas para o coração). Gestantes com edema não devem ficar em pé (paradas) ou sentadas durante muito tempo. É recomendável exercitar as pernas (caminhar).

O edema diminui na posição deitada (preferencialmente sobre o lado esquerdo) e também com a elevação das pernas acima do nível do coração.

Outra medida importante é retirar anéis dos dedos da mão, pois ocasionalmente ocorre edema nas mãos e dificuldade de retirada desses adornos.


Cãibras

Podem ocorrer durante a gestação, geralmente após excesso de exercício.

Quando ocorre, o músculo deve ser massageado, podendo-se aplicar calor no local.


Cloasma gravídico - manchas no rosto - asa de borboleta no rosto

Manchas escuras na pele podem ocorrer durante a gestação. Essas costumam diminuir em até 6 meses após o parto, entretanto em algumas mulheres persistem.

São manchas semelhantes àquelas que ocorrem pelo uso de anticoncepcional oral. Gestantes que apresentam essas manchas devem evitar a exposição ao sol.


Estrias

As estrias são resultado da distensão dos tecidos. Modo eficaz de preveni-las não existe. Não engordar muito é importante para diminuir sua incidência, entretanto existe predisposição individual a apresentar estrias.

Ainda que controverso, recomenda-se massagem com substâncias oleosas nos tecidos mais propensos a estrias (abdômen, mamas e coxas).

Seu médico poderá lhe indicar um creme para massagear a pele.

Sobre o mamilo não devem ser aplicados cremes. As estrias são inicialmente arroxeadas e com o tempo ficam branquicentas.
 

 

 


Leia também:

Alimentação para Gestante

Enxoval do Bebê

Como amamentar

Bebês
 


  Digite na caixa abaixo o que você procura:

Pesquise no Google

 


Voltar a página inicial do Saúde com Inteligência.

 

ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL ACNE AFTA ALCOOLISMO ALOPECIA ALZHEIMER ARTERIOSCLEROSE ARTRITE ARTROSE BACTÉRIAS BELEZA BELEZA NATURAL BRONQUITE AGUDA BRONQUITE CRÔNICA BICO DE PAPAGAIO BROTOEJA BURSITE CABELOS CÁLCULO BILIAR CÁLCULO RENAL CALVÍCIE CÂNCER CELULITE COLESTEROL CÓLICAS MENSTRUAIS CÓLICA RENAL CORRIMENTO VAGINAL DIABETES DISFUNÇÃO ERÉTIL DENGUE DEPRESSÃO DOR DE GARGANTA EMAGRECIMENTO ENVELHECIMENTO PRECOCE ESPORÃO ESTRESSE ESCLEROSE MÚLTIPLA EXAME DE SANGUE EXAME DE URINA FARINGITE FEBRE FIBROMIALGIA FLATULÊNCIA FALTA DE MEMÓRIA GASTRITE GENGIVITE GLICOSE NO SANGUE GOTA GRIPE GUIA DO BEBE HIPERTENSÃO ARTERIAL HALITOSE HEMOGRAMA HEMORRÓIDAS HEPATITE HERPES HIPNOSE HIPOGLICEMIA HOMEOPATIA IMPOTÊNCIA INFECÇÃO INSÔNIA LARINGITE L-CARNITINA LEUCEMIA LEUCORRÉIA LÚPUS MAGNÉSIO MAL DE PARKINSON MASSAGEM MEMÓRIA MENOPAUSA MINERAIS NÁUSEA NEFRITE NEVRALGIA OSTEOPOROSE OSTEOARTROSE OBESIDADE OLIGOELEMENTOS PANCREATITE PÉ DIABÉTICO PEDRA NOS RINS PEDRA NA VESÍCULA PRESSÃO ALTA PREVENÇÃO DE DOENÇAS PRÍMULA QUEDA DE CABELO QUEIMADURAS QUEIXAS NA GRAVIDEZ RADICAIS LIVRES REJUVENESCIMENTO REUMATISMO SARAMPO SEMENTE DE CHIA SINUSITE SÍFILIS SOLUÇO SÓDIO E POTÁSSIO TENSÃO PRÉ-MENSTRUAL (TPM) TENDINITE TRIGLICERÍDEOS-TRIGLICÉRIDES TROMBOSE TUNEL DO CARPO ÚLCERA UNHA ENCRAVADA URETRITE URTICÁRIA VARICOCELE VARIZES VERMINOSE VERTIGEM VÍRUS ZONZEIRA ZUMBIDO NOS OUVIDOS

calculo renal  calculos renais  Pedra nos Rins  NQI funciona para tratar cálculo renal Cálculos Renal Cogumelo do Sol  NQI Pedra na Vesícula Artrite e Artrose 

nqi   suplementos   acne e espinhas www.jornaldasaude.com.br  www.cloretodemagnesiopa.com.br    www.listahotel.net  www.nqi.com.br  www.medicinaetratamentonatural.com.br  

Esta página e todas as informações contidas neste site são de propriedade SAÚDE COM INTELIGÊNCIA.

Referente a responsabilidade pelo uso das informações aqui contidas leia nosso DISCLAIMER.

Nenhuma parte deste website pode ser reproduzida sem a expressa autorização.
SAÚDE COM INTELIGÊNCIA - © 2007 -  2008 - 2009 - 2010 - 2011 - 2012 - Todos os direitos reservados.

 

Acredite ou não, existem muitas alterações que você pode fazer na sua dieta alimentar e nos seus hábitos que podem ajudar a minimizar muitas das queixas na gravidez.