FARINGITE: viral, bacteriana, aguda, tratamento, sintomas, causas, faringites

A dor de garganta, um dos sintomas mais comuns da prática médica, tanto em adultos quanto em crianças, surge geralmente devido a um quadro de faringite ou amigdalite. A faringite é o nome dado à inflamação da faringe, enquanto amigdalite é a inflamação das amígdalas. Ambas apresentam como principal sintoma a dor de garganta. Como estão anatomicamente próximas, é muito comum a faringe e as amígdalas inflamarem simultaneamente, um quadro chamado de faringoamigdalite. Apesar de inflamarem juntas, algumas pessoas tem predominantemente amigdalite, enquanto outras, faringites. É importante saber que estas doenças são parecidas e normalmente o que vale para uma, também serve para a outra. No decorrer deste artigo você vai saber quais são as causas, conhecer os sintomas e ler informações sobre o tratamento das farigites, que podem ser viral, bacteriana, alérgica, cronica e aguda. Veja qual o melhor remedio e os cuidados necessários com cada tipo de faringite.

 

Saúde com Inteligência - Saude On Line


   Digite na caixa abaixo o que você procura:

Pesquise no Google

 
 
 
 

SAÚDE COM INTELIGÊNCIA - O SEU GUIA DE SAÚDE ON-LINE
 

 

TUDO SOBRE A FARINGITE

É fato que a faringite se caracteriza principalmente pela dor de garganta, sendo denominado como a inflamação da faringe, local entre as amígdalas e a laringe onde este distúrbio se desenvolve causando dor, rouquidão e febre. A doença é causada pela ação de vírus e/ou bactérias, e pode ser indicador de um simples resfriado ou de doenças mais graves como a escarlatina ou mononucleose. No caso da infecção causada por vírus os mais encontrados são: rinovírus, adenovírus e coronavírus. Quando a infecção é causada por bactérias as mais encontradas são: o pneumococo beta-hemolítico, o estreptococo, o mycoplasma peneumoniae, o staphilococcus aureus e o haemophilus influenzae. O tabagismo, o consumo excessivo de álcool, o contato com vapores químicos ou o consumo de bebidas quentes também podem desencadear uma faringite. Aqui você vai encontrar tudo sobre este assunto para compreender as faringites.

O que é FARINGITE?

 

A faringite é uma inflamação da faringe (área da garganta que está situada entre as amígdalas e a laringe). A doença pode tanto ser o primeiro sintoma de um simples resfriado quanto de um problema mais grave, como uma virose chamada mononucleose, muito comum em crianças.

A faringite pode ocorrer em infecções virais (resfriado comum, gripe e mononucleose infecciosa) e em infecções bacterianas (faringite estreptocócica) e por doenças sexualmente transmissíveis (blenorragia, gonorréia, etc).

 

faringite
FARINGITE

O que é faringite.
VEJA O QUE É FARINGITE

Os sintomas, que incluem a dor de garganta e a dor à deglutição, são semelhantes tanto na faringite viral quanto na bacteriana. Em ambas, a membrana mucosa que reveste a faringe pode estar discreta ou intensamente inflamada e recoberta por uma membrana esbranquiçada ou uma secreção purulenta. A febre, o aumento dos linfonodos do pescoço e o aumento da contagem de leucócitos no sangue caracterizam tanto a faringite viral quanto a bacteriana, mas podem ser mais pronunciados na forma bacteriana. Esta afecção frequentemente se estende também às amígdalas (tonsilas), denominando-se faringotonsilite.

A porta de entrada é a oral, pela saliva que as pessoas expelem ao falar, tossir, espirrar ou num beijo. A faringotonsilite é uma das infecções mais comuns em crianças entre os 4 e os 15 anos de idade, sobretudo nos primeiros anos escolares.

A faringite pode ocorrer em infecções virais (resfriado comum, gripe e mononucleose infecciosa) e em infecções bacterianas (faringite estreptocócica) e por doenças sexualmente transmissíveis (blenorragia, gonorréia, etc).

Faringite Viral

Usualmente, não há secreção purulenta na garganta, febre baixa ou ausência de febre, contagem de leucócitos normal ou discretamente elevada, linfonodos normais ou discretamente aumentados, exame do swab da garganta negativo, ausência de crescimento de bactérias na cultura laboratorial.

Faringite Bacteriana

Secreção purulenta na garganta muito comum, febre até 40º C, cotando com cefaléia aguda ou dispnéia, contagem de leucócitos no sangue discreta a moderadamente elevada, linfonodos discretamente a moderadamente aumentados, exame do swab da garganta positivo para a faringite estreptocócica, crescimento bacteriano na cultura laboratorial.

Faringite Viral Faringite Bacteriana
Usualmente, não há secreção purulenta na garganta Secreção purulenta na garganta muito comum
Febre baixa ou ausência de febre Febre leve a moderada
Contagem de leucócitos normal ou discretamente elevada Contagem de leucócitos no sangue discreta a moderadamente elevada
Linfonodos normais ou discretamente aumentados Linfonodos discretamente a moderadamente aumentados
Exame do swab da garganta negativo Exame do swab da garganta positivo para a faringite estreptocócica
Ausência de crescimento de bactérias na cultura laboratorial Crescimento bacteriano na cultura laboratorial

Os sintomas característicos da faringite são:
  • Irritação na garganta;
     

  • Febre;
     

  • Pus na garganta (na bacteriana);
     

  • Dor de ouvido;
     

  • Dificuldade para engolir;
     

  • Presença de catarro amarelado na garganta e vias respiratórias.


* Alguns casos também envolvem vômitos e dor de cabeça.

A faringite e seus sintomas.


 

Causas - Agentes que causam a faringite

 

Faringite ataca a faringe.

A faringite que acontece subitamente, também chamada de "faringite aguda", pode ser causada por bactérias ou por vírus. Em geral, é uma infecção viral que começa o ataque, predispondo a colonização e infecção por bactérias. Os vírus implicados com maior freqüência são os rinovírus, corona vírus, adenovírus, influenza e para influenza.

Entre as bactérias destacam-se o estreptococo beta-hemolítico, o pneumococcus, o mycoplasma pneumoniae, o staphylococcus aureus e o haemophilus influenzae.

Já a faringite que dura um longo tempo, chamada de "faringite crônica", ocorre quando uma infecção se "espalha" de outro lugar (como o nariz) para a faringe.

 

 

 

Tratamento da faringite

 

Os analgésicos comuns, as pastilhas para a garganta ou o gargarejo com água morna e sal podem aliviar o desconforto da garganta, mas a aspirina não deve ser utilizada em crianças e adolescentes com menos de 18 anos devido ao risco da Síndrome de Reye. Os antibióticos não são úteis quando a infecção é viral, mas podem ser prescritos quando o médico suspeita fortemente que a infecção é de origem bacteriana. Caso contrário, nenhum antibiótico é administrado até os exames laboratoriais confirmarem um diagnóstico de faringite bacteriana. Quando os exames indicam que a faringite é causada por uma infecção estreptocócica (faringite estreptocócica), o médico prescreve a penicilina, normalmente sob a forma de comprimidos.

faringite tratamento

 

A penicilina é usada para erradicar a infecção e prevenir complicações como a moléstia reumática (febre reumática). Os indivíduos alérgicos à penicilina devem utilizar a eritromicina ou um outro antibiótico.

A faringite também pode ocorrer associada a uma sinusite e portanto ambas devem ser tratadas simultaneamente para ser eficaz. Assim como na sinusite, a congestão nasal e a dor de cabeça podem ser parcialmente aliviadas ao limpar o nariz com uma solução salina (água com uma pitada de sal), vendidos em diversos formatos.

 

 

 

 


  Digite na caixa abaixo o que você procura:

Pesquise no Google

 


Voltar a página inicial do Saúde com Inteligência.

 

ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL ACNE AFTA ALCOOLISMO ALOPECIA ALZHEIMER ARTERIOSCLEROSE ARTRITE ARTROSE BACTÉRIAS BELEZA BELEZA NATURAL BRONQUITE AGUDA BRONQUITE CRÔNICA BICO DE PAPAGAIO BROTOEJA BURSITE CABELOS CÁLCULO BILIAR CÁLCULO RENAL CALVÍCIE CÂNCER CELULITE COLESTEROL CÓLICAS MENSTRUAIS CÓLICA RENAL CORRIMENTO VAGINAL DIABETES DISFUNÇÃO ERÉTIL DENGUE DEPRESSÃO DOR DE GARGANTA EMAGRECIMENTO ENVELHECIMENTO PRECOCE ESPORÃO ESTRESSE ESCLEROSE MÚLTIPLA EXAME DE SANGUE EXAME DE URINA FARINGITE FEBRE FIBROMIALGIA FLATULÊNCIA FALTA DE MEMÓRIA GASTRITE GENGIVITE GLICOSE NO SANGUE GOTA GRIPE GUIA DO BEBE HIPERTENSÃO ARTERIAL HALITOSE HEMOGRAMA HEMORRÓIDAS HEPATITE HERPES HIPNOSE HIPOGLICEMIA HOMEOPATIA IMPOTÊNCIA INFECÇÃO INSÔNIA LARINGITE L-CARNITINA LEUCEMIA LEUCORRÉIA LÚPUS MAGNÉSIO MAL DE PARKINSON MASSAGEM MEMÓRIA MENOPAUSA MINERAIS NÁUSEA NEFRITE NEVRALGIA OSTEOPOROSE OSTEOARTROSE OBESIDADE OLIGOELEMENTOS PANCREATITE PÉ DIABÉTICO PEDRA NOS RINS PEDRA NA VESÍCULA PRESSÃO ALTA PREVENÇÃO DE DOENÇAS PRÍMULA QUEDA DE CABELO QUEIMADURAS QUEIXAS NA GRAVIDEZ RADICAIS LIVRES REJUVENESCIMENTO REUMATISMO SARAMPO SEMENTE DE CHIA SINUSITE SÍFILIS SOLUÇO SÓDIO E POTÁSSIO TENSÃO PRÉ-MENSTRUAL (TPM) TENDINITE TRIGLICERÍDEOS-TRIGLICÉRIDES TROMBOSE TUNEL DO CARPO ÚLCERA UNHA ENCRAVADA URETRITE URTICÁRIA VARICOCELE VARIZES VERMINOSE VERTIGEM VÍRUS ZONZEIRA ZUMBIDO NOS OUVIDOS

calculo renal  calculos renais  Pedra nos Rins  NQI funciona para tratar cálculo renal Cálculos Renal Cogumelo do Sol  NQI Pedra na Vesícula Artrite e Artrose 

nqi   suplementos   acne e espinhas www.jornaldasaude.com.br  www.cloretodemagnesiopa.com.br    www.listahotel.net  www.nqi.com.br  www.medicinaetratamentonatural.com.br  

Esta página e todas as informações contidas neste site são de propriedade SAÚDE COM INTELIGÊNCIA.

Referente a responsabilidade pelo uso das informações aqui contidas leia nosso DISCLAIMER.

Nenhuma parte deste website pode ser reproduzida sem a expressa autorização.
SAÚDE COM INTELIGÊNCIA - © 2007 -  2008 - 2009 - 2010 - 2011 - 2012 - Todos os direitos reservados.

Esperamos que esta matéria possa ter esclarecido tudo sobre a faringite.