Saúde com Inteligência - Saude On Line


   Digite na caixa abaixo o que você procura:

Pesquise no Google

 

 

 
 
 

SAÚDE COM INTELIGÊNCIA - O SEU GUIA DE SAÚDE ON-LINE

 

HOME DOENÇAS ASSUNTOS ARTIGOS AVISO LEGAL PUBLICIDADE CONTATO

Dedicação tem recompensa

 

Só de pensar em fazer musculação, algumas pessoas já ficam desanimadas. Ficar parado, sentado ou em pé, repetindo movimentos oito, dez, quinze vezes, pode tornar-se cansativo e entediante. Mas, para outros, é a chance de descarregar um pouco o estresse do dia a dia, aumentar o bem-estar e diminuir aquelas dorzinhas latejantes (uma pequena tendinite ou um incômodo nas costas ou pernas por ficar grande parte do dia em uma posição).

“Algumas pessoas não gostam de lidar com um aparelho de ginástica e num primeiro momento acabam achando chato”, admite o professor Wilmar dos Santos Villas, gerente técnico da musculação e setor cardiovascular de uma unidade paulistana da rede Cia. Athletica. “Mas a contrapartida existe”, ele logo emenda. “Mesmo quem não gosta às vezes acaba ganhando motivação quando vê que a academia e a musculação propiciam um ótimo ambiente também para fazer amigos”.

Aos que não curtem o ambiente da academia e preferem locais abertos, há a alternativa de praticar a atividade em parques, ao ar livre, desde que haja equipamentos básicos para isso. Os mais acomodados podem fazer em casa mesmo — vendo TV, ouvindo música... Em qualquer caso, porém, é preciso orientação de um especialista, porque movimentos malfeitos podem acarretar dores musculares.

 

Trabalhe a musculatura

 

Há quem torça o nariz para a monotonia. “Gosto de esportes que têm um objetivo: fazer gol, cesta, ponto”, resume o professor de português Marcelo Moura, de Campinas (SP). Villas lembra que mesmo para esses casos — e para atividades aeróbicas, como correr e pedalar — a musculação é essencial. “Ela dá suporte muscular e sustenta as articulações”.

O jogador de futebol americano Dhiego Taylor Cordeiro, de 22 anos, sabe disso. Ele, que atua no Corinthians na posição de offensive lineman-center, ou simplesmente atacante, fez musculação para melhorar o condicionamento físico. “Apesar de não gostar muito de ir à academia, a atividade me ajudou a trabalhar os músculos que são mais necessários na minha posição. Fiz também um trabalho especial de perna, muito bom”, lembra.

O importante, destaca Villas, é o ganho em qualidade de vida — não por acaso, muitas vezes os usuários da academia se matriculam por orientação médica. “Os próprios médicos reconhecem os benefícios da musculação. Ela fortalece a coluna, por exemplo. Alonga bem e enrijece a musculatura de todas as regiões do corpo, minimizando a possibilidade de cãibra e até fazendo desaparecer dores incômodas do dia a dia”, explica.

A auxiliar de escritório Erica Felisardo Suares, de 30 anos, gosta de musculação principalmente por isso. Ela levanta peso há dois anos, não falta na academia, “apesar da preguiça que dá às vezes”. “A minha energia melhorou, me sinto muito mais disposta”, comemora.

 

 

Mitos e verdades da musculação

 

De aparelho em aparelho, ao longo de uma aula na academia debate-se de política aos bochichos do último reality show. Fala-se muito, também, de mitos e verdades sobre a prática dessa modalidade.

Por exemplo: uma pessoa muito forte nunca pode parar de treinar, se não os músculos se tornam flácidos. Tomar banho após uma série intensa de exercícios impede o desenvolvimento dos músculos. Apenas com uso de complemento alimentar, você consegue musculatura volumosa. Praticantes até experientes acabam encarando frases assim como verdade absoluta. Mas elas nem sempre são verdades.

“A musculação é cheia de mitos e precisamos tomar cuidados com eles”, alerta o professor Wilmar dos Santos Villas, gerente técnico da musculação e setor cardiovascular de uma unidade paulistana da rede Cia. Athletica.

O ganho de músculo varia de pessoa para pessoa. “É necessário avaliar a predisposição genética. Há quem tenha aptidão para correr e dificuldade para criar músculos. E há quem tenha facilidade para ter músculos maiores, mas pouca condição cardiovascular”, compara.

O mesmo vale para o aumento do peso. “É caso a caso. Para uns, a musculação significa peso a mais. Para outros, não”, diz Villas. “É fato que o músculo pesa mais do que a gordura, mas é um peso magro”. O importante, ressalta, é ter equilíbrio entre a proporção de gordura em relação ao peso magro.

 

Sentir-se bem com o resultado

A publicitária Amanda Bairos, de 23 anos, reclama não da falta de músculos, mas do excesso. “Quando comecei a ficar forte demais, decidi sair da academia”, relata. Segundo Villas, para evitar descontentamentos desse tipo é preciso desenvolver atividades adequadas aos objetivos de quem começa a se exercitar.

A necessidade de complementação alimentar não é fundamental, acredita o especialista. Conta mais, salienta, ingerir uma alimentação balanceada, de acordo com sua atividade física. “O importante é praticar exercícios e comer bem, sempre com a orientação de um nutricionista”, avisa.

 

Emagreça com Linolev

Queime gordura localizada e

tenha sua cintura definida com

LINOLEV - Óleo de cártamo.

www.linolev.com.br

Suplementos

As melhores opções em

suplementos. Tudo em até

6 vezes sem juros.

www.suplementostore.com.br

Colesterol Alto?

Livre-se dos remédios:

Use VINOVIT. Produto natural

a base de semente de uva.

www.vinovit.com.br

   

Google

 

 

 

Voltar a página inicial do Saúde com Inteligência.

 

ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL ACNE AFTA ALCOOLISMO ALOPECIA ALZHEIMER ARTERIOSCLEROSE ARTRITE ARTROSE BACTÉRIAS BELEZA BELEZA NATURAL BRONQUITE AGUDA BRONQUITE CRÔNICA BICO DE PAPAGAIO BROTOEJA BURSITE CABELOS CÁLCULO BILIAR CÁLCULO RENAL CALVÍCIE CÂNCER CELULITE COLESTEROL CÓLICAS MENSTRUAIS CÓLICA RENAL CORRIMENTO VAGINAL DIABETES DISFUNÇÃO ERÉTIL DENGUE DEPRESSÃO DOR DE GARGANTA EMAGRECIMENTO ENVELHECIMENTO PRECOCE ESPORÃO ESTRESSE ESCLEROSE MÚLTIPLA EXAME DE SANGUE EXAME DE URINA FARINGITE FEBRE FIBROMIALGIA FLATULÊNCIA FALTA DE MEMÓRIA GASTRITE GENGIVITE GLICOSE NO SANGUE GOTA GRIPE GUIA DO BEBE HIPERTENSÃO ARTERIAL HALITOSE HEMOGRAMA HEMORRÓIDAS HEPATITE HERPES HIPNOSE HIPOGLICEMIA HOMEOPATIA IMPOTÊNCIA INFECÇÃO INSÔNIA LARINGITE L-CARNITINA LEUCEMIA LEUCORRÉIA LÚPUS MAGNÉSIO MAL DE PARKINSON MASSAGEM MEMÓRIA MENOPAUSA MINERAIS NÁUSEA NEFRITE NEVRALGIA OSTEOPOROSE OSTEOARTROSE OBESIDADE OLIGOELEMENTOS PANCREATITE PÉ DIABÉTICO PEDRA NOS RINS PEDRA NA VESÍCULA PRESSÃO ALTA PREVENÇÃO DE DOENÇAS PRÍMULA QUEDA DE CABELO QUEIMADURAS QUEIXAS NA GRAVIDEZ RADICAIS LIVRES REJUVENESCIMENTO REUMATISMO SARAMPO SEMENTE DE CHIA SINUSITE SÍFILIS SOLUÇO SÓDIO E POTÁSSIO TENSÃO PRÉ-MENSTRUAL (TPM) TENDINITE TRIGLICERÍDEOS-TRIGLICÉRIDES TROMBOSE TUNEL DO CARPO ÚLCERA UNHA ENCRAVADA URETRITE URTICÁRIA VARICOCELE VARIZES VERMINOSE VERTIGEM VÍRUS ZONZEIRA ZUMBIDO NOS OUVIDOS

calculo renal  calculos renais  Pedra nos Rins  NQI funciona para tratar cálculo renal Cálculos Renal Cogumelo do Sol  NQI Pedra na Vesícula Artrite e Artrose 

nqi   suplementos   acne e espinhas www.jornaldasaude.com.br  www.cloretodemagnesiopa.com.br    www.listahotel.net  www.nqi.com.br  www.medicinaetratamentonatural.com.br  

Esta página e todas as informações contidas neste site são de propriedade SAÚDE COM INTELIGÊNCIA.

Referente a responsabilidade pelo uso das informações aqui contidas leia nosso DISCLAIMER.

Nenhuma parte deste website pode ser reproduzida sem a expressa autorização.
SAÚDE COM INTELIGÊNCIA - © 2007 - 2008 - 2009 - 2010 - 2011 - 2012 - Todos os direitos reservados.