Arteriosclerose sintomas, cerebral, tratamento, prevenção, causas, aterosclerose

A Arteriosclerose, principal causa de morte no mundo ocidental, consiste na perda da elasticidade da parede das artérias. Este processo ocorre de forma gradual e é causado, principalmente, por acúmulo de placas de gordura no interior destas. Essas placas, denominadas ateromas, comprometem a elasticidade por enrijecer as paredes das artérias, além de diminuir seus calibres. Tal tipo de arteriosclerose é denominado aterosclerose. Por este motivo é importante você conhecer os itens: Arteriosclerose sintomas, arteriosclerose cerebral, arteriosclerose tratamento, arteriosclerose o que é, arteriosclerose prevenção, arteriosclerose causas, arteriosclerose e aterosclerose. Tudo sobre arteriosclerose.

 

Saúde com Inteligência - Saude On Line


   Digite na caixa abaixo o que você procura:

Pesquise no Google

 
 
 


 

 

 

SAÚDE COM INTELIGÊNCIA - O SEU GUIA DE SAÚDE ON-LINE

 

HOME DOENÇAS ASSUNTOS ARTIGOS AVISO LEGAL PUBLICIDADE CONTATO

 


TUDO SOBRE ARTERIOSCLEROSE

O que é Arteriosclerose?

A arteriosclerose é uma doença que leva ao endurecimento, fechamento e enfraquecimento dos vasos do sanguíneos. Ela ocorre devido a um depósito de gordura nesses vasos.

A doença pode acometer qualquer vaso sangüíneo, sendo os mais freqüentes: artéria aorta (principal vaso do corpo humano), artérias coronárias (as que irrigam o coração), artérias cerebrais (as que irrigam o cérebro) e as artérias periféricas (as que irrigam braços e pernas).

Arteriosclerose

A arteriosclerose é caracterizada pela falta de flexibilidade das artérias (veias de grande calibre que levam o sangue do coração aos órgãos) resultante do espessamento e endurecimento das paredes em determinadas zonas do corpo. É mais frequente nos homens e idosos.

 

 

 

É classificada patologicamente em 3 tipos: arteriosclerose calcificante focal (esclerose de Monkberg), a arteriosclerose e a aterosclerose.

 

A aterosclerose é a mais frequente, atinge artérias de grande e médio calibre, desencadeada pela acumulação de gordura, cálcio e outras substâncias nas paredes internas das artérias. A zona onde há a acumulação chama-se de placa. Esta reduz o calibre da artéria provocando diminuição da quantidade de sangue que consegue passar e consequente aumento do esforço do coração para bombear. Este esforço provoca hipertensão arterial sistólica.

 

A superfície interna da artéria é lisa. Com aterosclerose torna-se irregular, o que constitui um obstáculo à circulação e facilita a formação de coágulos (trombos) no local da placa entupindo total ou parte da artéria impedindo ou diminuindo a passagem do sangue.

 

Os trombos formados sobre e placa ao se soltarem no cérebro provocam uma embolia ou trombose cerebral, se for no coração provocam um enfarte mas se for num membro (perna) o doente claudica (manca). Se a obstrução da perna for total, o sangue não passa e provoca gangrena. A gravidade e consequência da doença dependem do local onde ocorreu.

 

 

 

Causas da Arteriosclerose

 

- Idade avançada (a placa vai-se formando com o avançar da idade);

 

- Colesterol elevado (o excesso acumula-se nas paredes das artérias);

 

arteriosclerose, o que é arteriosclerose, ateromatose, aterosclerose, arteriosclerose cerebral, arteriosclerose tratamento, arteriosclerose o que é, arteriosclerose prevenção, arteriosclerose causas, arteriosclerose e aterosclerose

Arteriosclerose imagem

          

 

- Intoxicações (alteram a estrutura da parede das artérias);

 

- Diabetes (dificulta a cicatrização das lesões e se não for tratada pode causar insuficiência cardíaca ou insuficiência renal);

 

- Sífilis (a bactéria que provoca sífilis destrói a mucosa provocando cortes muito pequenos nesta mucosa);

 

 

 

 

 

Fatores de risco para Arteriosclerose

 

- Surge em pessoas com a idade compreendida nos 50 a 70;

 

- Sexo masculino até +/- 50 anos. As mulheres após a menopausa igualam;

 

- A hipertensão arterial altera a superfície interna das artérias, favorecendo a formação de trombos;

 

- O tabaco aumenta de uma forma bastante considerável o risco. Se o doente deixar de fumar melhora a evolução da doença;

 

- O colesterol elevado no sangue aumenta o risco de depositar o excesso nas paredes das artérias obstruindo-as;

 

- Ingestão de gordura em excesso na alimentação;

 

- Hereditariedade (Não é genético mas há uma alteração metabólica em algumas famílias tornando-as mais propensas);

 

- Vida sedentária (A atividade física reduz o colesterol e melhora a circulação).

 

 

 

Diagnóstico

 

- O cardiologista ou cirurgião vascular é o médico especialista para esta doença;

 

- Quando o doente chega no hospital, deve-se tentar saber o máximo de informações possíveis sobre o que sente, hábitos de vida e medicamentos que toma, para se poder fazer a história clínica dele;

 

- No exame físico, o médico tenta, com dois dedos, sentir os pulsos nas artérias da zona afetada, para tentar saber a gravidade da doença. Também pede análises do sangue, eletrocardiograma do coração, exame eco Doppler e arteriografia.


 

 

Sintomas mais comuns da Arteriosclerose

 

- Dilatações de algumas áreas dos vasos sangüíneos (aneurismas);

 

- Dor no peito tipo facada (angina ou infarto);

 

- Dores fortes na cabeça (derrame cerebral);

 

- Dores em braços e pernas (trombose).

 

 

Arteriosclerose dos Membros inferiores

 

É uma doença que acomete a parede das artérias. É sistêmica, ou seja, pode ocorrer em todas as artérias do corpo, principalmente nas do cérebro, coração e membros inferiores. Nestes, o principal sintoma é a dor, especialmente na panturrilha, durante o caminhar. Isto ocorre após o percurso de distâncias variáveis (longas ou muito curtas) e está relacionada diretamente com o grau de entupimento das artérias.


Em muitos casos, este quadro leva a uma incapacitação para o trabalho. O tratamento varia de acordo com a gravidade de cada caso. Em situações mais controladas os cuidados clínicos são basicamente exercícios físicos e controle dos fatores de risco como o hábito de fumar, além do possível uso de medicamentos vasodilatadores e de coagulação. Em casos mais graves o mais adequado é o tratamento cirúrgico.

 

 

 

Arteriosclerose e Diabetes

 

A arteriosclerose se instala rapidamente em indivíduos diabéticos que não controlam sua glicemia adequadamente, pois esta é a principal causa das complicações do diabetes, que incluem a neuropatia, a arteriopatia e a infecção.


Essas complicações do diabetes acometem com muita freqüência os pés; por isso se cunhou o termo "Pé Diabético". Após uma série de estudos foi constatado que a arteriopatia é geralmente distal, isto é, atinge as artérias abaixo do joelho, ocorrendo também nos capilares (os pequenos vasos da micro-circulação); a neuropatia provoca a redução da dor e sensibilidade nos pés, levando o paciente a ignorar dores e até feridas; e a infecção é o fator que leva, em questão de horas ou dias, à destruição dos tecidos. O tratamento da vasculopatia inclui o uso de medica-mentos, que irão dilatar os vasos ou tentar desobstruí-los.

 
Outros produtos agem evitando a coagulação do sangue ou a adesão das plaquetas - células que iniciam a trombose. Nem sempre o tratamento clínico é suficiente e, em alguns casos, pode-se optar pela cirurgia, através de pontes, como a de safena. Quando já existe necrose, o cirurgião vascular realizará uma drenagem cirúrgica retirando a parte do tecido morto. Quando está área é muito extensa (gangrena) o cirurgião realiza uma amputação. Algumas vezes esta solução extrema é o único recurso para salvar a vida do paciente, uma vez que a gangrena pode levar ao óbito. O controle rigoroso da glicemia é essencial para evitar o “pé diabético”. O auto-exame é a melhor forma de prevenção, por isso, seguem algumas recomendações:

 

- Examine, todos os dias, os seus pés. Verifique se existem bolhas, calos, úlceras, edemas, micose entre os dedos ou infecções;

 

- Examine e passe as mãos dentro de seus sapatos. Não use o calçado antes de examiná-lo com as mãos. Não use sapatos apertados e nunca ande descalço;

 

- Lave bem e diariamente os pés, usando água morna. Use sabão neutro. Enxágüe bem os pés e entre os dedos;

 

- Andar é o melhor exercício para a circulação. Ande pausadamente e de forma regular. Alguns quarteirões por dia são suficientes. Consulte seu médico;

 

- Abandone o cigarro para preservar a sua circulação;

 

- Corte as unhas com cuidado, evitando machucar a pele. Não retire a "cutícula", ela protege sua unha. Não permita que extraiam sua unha sem um exame médico prévio;

 

- Nos dias frios, proteja os pés usando meias de lã ou algodão, bem folgadas. Nunca use nada que aperte seus pés e possa prejudicar o fluxo sangüíneo;

 

- Nunca confie na sua sensibilidade térmica ou dolorosa. Evite os excessos de calor e frio. O fato de você sentir que seu pé está frio não significa que esteja. Nunca aplique saco de água quente nos pés.

 

 

Academia Só Para Mulheres

Experimente 7 dias grátis e

entre em forma para o verão!

www.curves.com.br

Arteriosclerose?

Previna-se contra esta doença

usando VINOVIT, a melhor

semente de uva em cápsulas.

www.suplementostore.com.br

Doenças Degenerativas?

Cuide da sua Saúde. Evite

doenças degenerativas e o

envelhecimento precoce.

www.nqipower.com.br

   

By Google

 

 

 

Prevenção da Arteriosclerose

 

- Evitar sempre que possível alimentos gordurosos (gordura animal) como carne de porco, toucinho, banha de porco, pele de frango, etc.

 

- Evitar cigarro e bebidas alcoólicas em excesso;

 

- Manter uma alimentação balanceada, evitando a obesidade;

 

- Verificar a pressão arterial com frequência, principalmente após os 40 anos de idade;

 

- Utilizar sempre que possível cápsulas de sementes de uva em pó;

 

- Ingerir frutas e verduras;

 

- Realizar exame de dosagem do colesterol no sangue sempre que possível;

 

- Praticar alguma atividade física regularmente.

 

 

ATENÇÃO:  O melhor remédio contra a Arteriosclerose é a prevenção!

 

 

 


 


  Digite na caixa abaixo o que você procura:

Pesquise no Google

 


 

 

 

Voltar a página inicial do Saúde com Inteligência.

 

ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL ACNE AFTA ALCOOLISMO ALOPECIA ALZHEIMER ARTERIOSCLEROSE ARTRITE ARTROSE BACTÉRIAS BELEZA BELEZA NATURAL BRONQUITE AGUDA BRONQUITE CRÔNICA BICO DE PAPAGAIO BROTOEJA BURSITE CABELOS CÁLCULO BILIAR CÁLCULO RENAL CALVÍCIE CÂNCER CELULITE COLESTEROL CÓLICAS MENSTRUAIS CÓLICA RENAL CORRIMENTO VAGINAL DIABETES DISFUNÇÃO ERÉTIL DENGUE DEPRESSÃO DOR DE GARGANTA EMAGRECIMENTO ENVELHECIMENTO PRECOCE ESPORÃO ESTRESSE ESCLEROSE MÚLTIPLA EXAME DE SANGUE EXAME DE URINA FARINGITE FEBRE FIBROMIALGIA FLATULÊNCIA FALTA DE MEMÓRIA GASTRITE GENGIVITE GLICOSE NO SANGUE GOTA GRIPE GUIA DO BEBE HIPERTENSÃO ARTERIAL HALITOSE HEMOGRAMA HEMORRÓIDAS HEPATITE HERPES HIPNOSE HIPOGLICEMIA HOMEOPATIA IMPOTÊNCIA INFECÇÃO INSÔNIA LARINGITE L-CARNITINA LEUCEMIA LEUCORRÉIA LÚPUS MAGNÉSIO MAL DE PARKINSON MASSAGEM MEMÓRIA MENOPAUSA MINERAIS NÁUSEA NEFRITE NEVRALGIA OSTEOPOROSE OSTEOARTROSE OBESIDADE OLIGOELEMENTOS PANCREATITE PÉ DIABÉTICO PEDRA NOS RINS PEDRA NA VESÍCULA PRESSÃO ALTA PREVENÇÃO DE DOENÇAS PRÍMULA QUEDA DE CABELO QUEIMADURAS QUEIXAS NA GRAVIDEZ RADICAIS LIVRES REJUVENESCIMENTO REUMATISMO SARAMPO SEMENTE DE CHIA SINUSITE SÍFILIS SOLUÇO SÓDIO E POTÁSSIO TENSÃO PRÉ-MENSTRUAL (TPM) TENDINITE TRIGLICERÍDEOS-TRIGLICÉRIDES TROMBOSE TUNEL DO CARPO ÚLCERA UNHA ENCRAVADA URETRITE URTICÁRIA VARICOCELE VARIZES VERMINOSE VERTIGEM VÍRUS ZONZEIRA ZUMBIDO NOS OUVIDOS

calculo renal  calculos renais  Pedra nos Rins  NQI funciona para tratar cálculo renal Cálculos Renal Cogumelo do Sol  NQI Pedra na Vesícula Artrite e Artrose 

nqi   suplementos   acne e espinhas www.jornaldasaude.com.br  www.cloretodemagnesiopa.com.br    www.listahotel.net  www.nqi.com.br  www.medicinaetratamentonatural.com.br  

Esta página e todas as informações contidas neste site são de propriedade SAÚDE COM INTELIGÊNCIA.

Referente a responsabilidade pelo uso das informações aqui contidas leia nosso DISCLAIMER.

Nenhuma parte deste website pode ser reproduzida sem a expressa autorização.
SAÚDE COM INTELIGÊNCIA - © 2007 -  2008 - 2009 - 2010 - 2011 - 2012 - Todos os direitos reservados.

Cuide e previna-se para nào desenvolver a Arteriosclerose.