O que é acne?

Acne. Se você é adolescente, não vê a hora de se livrar dela. Se você for um adulto, não acredita que a acne voltou. Felizmente, as melhorias nos tratamentos contra a acne nas últimas duas décadas significam que você não tem mais que conviver com ela. Tudo sobre acne, cravos e espinhas. Tratamentos, causas, como evitar, cura, imagens, combater, interna, pomada, cicatriz, informação. Você possui centenas de células de óleo na pele do seu rosto, peito e costas. Na verdade, existem mais de 2.000 glândulas de óleo por 6,45 cm2 na parte central do seu rosto. Essas glândulas servem para lubrificar a pele produzindo óleo ou sebo. O óleo das glândulas fluem através de dutos finos ou folículos na superfície da pele.

 

Saúde com Inteligência - Saude On Line


   Digite na caixa abaixo o que você procura:

Pesquise no Google

 
 
 


 

 

SAÚDE COM INTELIGÊNCIA - O SEU GUIA DE SAÚDE ON-LINE
 

HOME DOENÇAS ASSUNTOS ARTIGOS AVISO LEGAL PUBLICIDADE CONTATO

 

 

Acne

 

TUDO SOBRE ACNE (Propionibacterium acnes)

 

Propionibacterium acnes é uma espécie de bactéria que se alimenta da secreção produzida pelas glândulas sebáceas e que quando em contato com os póros epiteliais promove a inflamação dos folículos pilosos, causando lesões vulgarmente conhecidas como "espinhas" ou acne.

Encontre aqui tudo o que você precisa saber sobre ACNE, CRAVOS e ESPINHAS:
tipos, causas, pomadas, medicamentos,  e tratamentos.

 

 

 

 

O que é ACNE?

A acne é uma doença de predisposição genética cujas manifestações dependem da presença dos hormônios sexuais. Devido a isso, as lesões começam a surgir na puberdade, época em que estes hormônios começam a ser produzidos pelo organismo, atingindo a maioria dos jovens de ambos os sexos. Com o aumento da secreção de sebo pelas glândulas sebáceas, inicia o aparecimento de espinhas, bolhas e pontos negros (cravos) principalmente no rosto, costas, peito e ombros.

Às vezes, os poros bloqueados se infeccionam aparecendo as bolhas cheias de pus. Muito comumente se coça ou espreme essas bolhas, causando o agravamento da infecção e deixando cicatrizes, manchas e ferimento.

 

A acne vulgar ou juvenil, é uma das doenças da pele (dermatoses) mais frequentes, afetando cerca de 80% dos adolescentes.

 

Mas a doença não atinge apenas adolescentes, podendo persistir na idade adulta e, até mesmo, surgir nesta fase, sendo neste caso um quadro mais frequente em mulheres.

O que é acne e o que são espinhas.

Bactéria Propionibacterium acnes
Bactéria Propioniumbacterium acnes

Sabe-se que a acne, comumente conhecida como espinha, é uma doença inflamatória da pele, gerada por uma inflamação dos folículos polisebáceos, normalmente associada à bactéria Propioniumbacterium acnes, variando de intensidade de grau I até IV. Devido a fatores hormonais, as formas mais graves da acne em geral atingem pessoas do sexo masculino.

As manifestações desta doença (cravos e espinhas), ocorrem devido ao aumento da secreção sebácea associada ao estreitamento e obstrução da abertura do folículo pilosebáceo, dando origem aos comedões abertos (cravos pretos) e fechados (cravos brancos).

Estas condições favorecem a proliferação de microorganismos que provocam a inflamação característica das espinhas, sendo o Propionibacterium acnes o agente infeccioso mais comumente envolvido.



Fisiopatologia da ACNE

Acne e espinhas: saiba o que são e como tratar.
ACNE E ESPINHAS

Sabe-se que a acne, comumente conhecida como espinha, é uma doença inflamatória da pele, gerada por uma inflamação dos folículos polisebáceos, normalmente associada à bactéria Propioniumbacterium acnes, variando de intensidade de grau I até IV. Devido a fatores hormonais, as formas mais graves da acne em geral atingem pessoas do sexo masculino.

As manifestações desta doença (cravos e espinhas), ocorrem devido ao aumento da secreção sebácea associada ao estreitamento e obstrução da abertura do folículo pilosebáceo, dando origem aos comedões abertos (cravos pretos) e fechados (cravos brancos).

A fisiopatologia da acne é complexa e envolve diversos fatores, como predisposição genética, fatores hormonais (sabidamente, hormônios sexuais influenciam na ocorrência de acne), fatores ambientais, estado emocional, fatores associados à pele como hipercornificação ductal, dentre outros. Basicamente as acnes se desenvolvem após uma secreção elevada de sebo pelas glândulas sebáceas, o que proporciona um ambiente ideal para desenvolvimento de microorganismos.

As manifestações da acne são variadas de acordo como grau das lesões. Podem se apresentar como comedões (cravos), pápulas (lesões avermelhadas, eritematosas e altas), pústulas (com presença de pus), nódulos e abcessos (lesões profundas e endurecidas). As regiões de maior ocorrência da acne são aquelas de maior oleosidade, como a zona T do rosto, nariz, peito e costas.

 Embora as acnes não sejam graves, normalmente causa conseqüências psicológicas para os seus portadores, que se sentem menos aceitos na sociedade e com baixa auto-estima.

Acne vulgar

Tudo sobre o tratamento da Acne.

Porque temos acne vulgar?


Consequências da ACNE

A acne, conforme o tipo das lesões, pode causar cicatrizes em alguns casos, e é esta a sua única conseqüência visível a longo prazo. Suas conseqüências mais preocupantes são, na verdade as psicológicas. Ocorre, conforme o grau, grande redução da auto-estima, vergonha de sair de casa e depressão. O pior é que a acne geralmente aparece na adolescência, quando as pessoas tendem a ser mais inseguras socialmente.

Alvos, em alguns casos, de discriminação, as pessoas acometidas pela doença em elevado grau buscam, em vários casos, o isolamento social. A acne atinge a vida social do indivíduo profundamente, pois é justamente na fase da adolescência em que se desenvolvem as relações sociais e o amadurecimento emocional e psicológico. Por esses motivos, é aconselhável, além do tratamento físico, o acompanhamento psicológico do paciente, para que saiba lidar com a doença e não se afaste do meio social.

 

Acne e a auto-estima.
ACNE E AUTO-ESTIMA

 

Manifestações clínicas da ACNE

A acne manifesta-se principalmente na face e no tronco, áreas do corpo ricas em glândulas sebáceas. Os sintomas variam de pessoa para pessoa, sendo, na maioria da vezes de pequena e média intensidade.

Em alguns casos, o quadro pode tornar-se muito intenso, como a acne conglobata (lesões císticas grandes, inflamatórias, que se intercomunicam por sob a pele) e o acne queloideano (deixa cicatrizes queloideanas após o desaparecimento da inflamação).

O quadro clínico pode ser dividido em quatro estágios:

Acne Grau I: apenas cravos, sem lesões inflamatórias (espinhas). Abaixo imagens da acne grau um (acne grau 1):

Acne grau 1

Acne Grau I

Acne grau um

Acne grau 1 - apenas cravos, sem lesões inflamatórias e espinhas

Acne Grau II: cravos e "espinhas" pequenas, como pequenas lesões inflamadas e pontos amarelos de pus (pústulas). Abaixo imagens da acne grau dois (acne grau 2):

Acne grau 2

Acne Grau II

Acne grau dois

Acne grau 2 - cravos e espinhas pequenas, como pequenas lesões inflamadas e pontos amarelos de pus e pústulas

Acne Grau III: cravos, "espinhas" pequenas e lesões maiores, mais profundas, dolorosas, avermelhadas e bem inflamadas (cistos). Abaixo imagens da acne grau três (acne grau 3):

Acne grau 3

Acne Grau III

Acne grau três

Acne grau 3 - cravos, espinhas pequenas e lesões maiores, mais profundas, dolorosas, avermelhadas e bem inflamadas, cistos.

Acne Grau IV: cravos, "espinhas" pequenas e grandes lesões císticas, comunicantes (acne conglobata), com muita inflamação e aspecto desfigurante. Abaixo imagens da acne grau quatro (acne grau 4):

Acne grau 4

Acne Grau IV

Acne grau quatro

Acne grau 4 - cravos, espinhas pequenas e grandes lesões císticas, comunicantes, acne conglobata, com muita inflamação e aspecto desfigurante.

 


Tratamento da ACNE
  A acne não tem cura, mas é uma doença que tem tratamento e pode ser controlada. O tratamento varia de acordo com o paciente e o tipo de acne.

Para tratar a acne, não arranque ou esprema as espinhas, uma vez que pode resultar em mais inflamação e cicatrizes. Também aumentando o risco de infecção.

Alguns medicamentos para acne sem receita, particularmente loções ou cremes que contêm peróxido de benzoil, podem ajudar a pele com problemas. Entretanto, a maioria desses preparados tendem a secar a pele se as instruções do fabricante não forem seguidas cuidadosamente.

Sendo doença de duração prolongada e algumas vezes desfigurante, a acne deve ser tratada desde o começo.

Quando a acne é tratada desde o começo, normalmente evitam-se as sequelas, que podem ser cicatrizes na pele ou distúrbios emocionais, devido à importante alteração na auto-estima de jovens acometidos pela acne.

Os tratamentos existentes para a doença são variados e, normalmente, os médicos dermatologistas adotam múltiplas abordagens. Basicamente deve-se manter a pele higienizada e, atualmente, há uma variedade enorme de produtos no mercado com tal fim, como sabonetes, géis e adstringentes.

O tratamento pode ser feito com medicações de uso local, visando a desobstrução dos folículos e o controle da proliferação bacteriana e da oleosidade. Podem ser usados também medicamentos via oral, dependendo da intensidade do quadro, geralmente antibióticos para controlar a infecção ou, no caso de pacientes do sexo feminino, terapia hormonal com medicações anti-androgênicas.

Agentes esfoliantes como peróxido de benzoíla e ácido salicílico também são usados. Além desses produtos, antibióticos tópicos e orais, como tetraciclina, eritromicina, dentro outros, têm eficácia contra a bactéria causadora das acnes.

Os retinóides de uso interno ou tópico (ácido retinóico, tretinoína, isotretinoína, etc) são amplamente usados e eficazes no tratamento da acne, entretanto, seu uso deve ser cuidadosamente monitorado pelo dermatologista. Outros tratamentos incluem tratamentos hormonais, peeling, sabonetes à base de enxofre, etc. Algumas plantas medicinais usadas são a bardana, óleo de prímula, óleo de argânia, etc.

Alguns cuidados que ajudam a prevenir a acne são: cuidados diários com a pele, evitar exposições exageradas ao sol, evitar o estresse, higiene constante, dentre outros.


Os principais tratamentos para acne que se mostram efetivos:

Esfoliação da pele

A esfoliação da pele pode ser feita tanto de maneira mecânica quanto através de substâncias químicas como o peróxido de benzoíla e ácido salicílico. Elas atuam prevenindo o acúmulo de células mortas e também ajudam na desobstrução de poros afetados. Dentre os tratamentos tópicos, o peróxido de benzoíla e o ácido salicílico são as medicações mais eficientes. No entanto, o uso deles não pode ser exagerado, correndo o risco de trazer mais oleosidade ainda à pele. A esfoliação também pode prejudicar o tratamento, aumentando as espinhas em até 20%.

Antibióticos tópicos e orais
 

A aplicação de antibióticos na região afetada, utilizando-se cremes e loções a base de eritromicina e ácido fusídico pode ser bastante eficaz. Eles atuam matando as bactérias - notadamente, P. acnes - que se alojam no orifício do folículo piloso. Há também antibióticos orais, que são utilizados em casos mais graves e têm efeito melhor.

O uso de antibióticos tem se tornado menos eficiente na medida em que bactérias P. acnes resistentes têm se tornado mais comuns. A acne geralmente irá reaparecer em alguns dias após o fim do tratamento tópico e algumas semanas após o oral.

Remédio acne e tratamento.

Tratamento hormonal

Nas mulheres, é possível a aplicação de tratamento hormonal, que consiste na ingestão de contraceptivos orais (hormônios femininos) que neutralizam os efeitos de excessos de hormônios masculinos. Homem também tem controlador hormonal. Existe preconceito relativamente a este fato. Tudo o que sendo dito é comprovado cientificamente e tanto homens quanto mulheres sempre devem procurar um médico especializado. Para cada tipo de pele existe um determinado tratamento.

Retinóides tópicos

Os retinóides tópicos são mais eficientes que as esfoliações e os antibióticos sozinhos. Os retinóides agem na normalização do ciclo de vida das células do folículo, dissolvendo e prevenindo a formação de comedões. O ácido retinóico, principamente quando combinado com a eritromicina, costuma ser bastante eficaz para o tratamento da acne. O adapaleno, que tem menores efeitos colaterias, costuma trazer melhores resultados. Estão relacionados à vitamina A (retinóide significa semelhante ao retinol - que é justamente o nome químico da vitamina A).

Retinóides orais

Consiste na ingestão diária de retinóides como a isotretinoína durante um período de 6 a 8 meses. A isotretinoína tem se mostrado muito eficiente; no entanto, pode causar efeitos colaterais perigosos. Por isto, só deve ser utilizada no tratamento da acne severa ou muito resistente.

O tratamento requer um acompanhamento médico bem próximo de um dermatologista devido justamente aos efeitos colaterais (os quais podem ser graves). Os efeitos colaterais mais comuns são a desidratação da pele e sangramentos nasais (conseqüentes da desidratação da mucosa nasal). Há relatos de que a substância possa prejudicar o fígado dos pacientes. Por esse motivo, é fundamental que os pacientes façam exames de sangue antes e durante o tratamento. Existem alguns relatos que comprovam que a droga pode gerar depressão. A droga também pode causar graves defeitos em fetos se as mulheres se submeterem ao tratamento antes ou durante a gravidez como defeitos na face, nas orelhas, no coração e no sistema nervoso do feto. Por essa razão o tratamento das mulheres é acompanhado por métodos contraceptivos ou abstinência sexual.

Agentes básicos

Algumas soluções inorgânicas de caráter básico, como o bicarbonato de sódio (NaHCO3) têm se mostrado eficazes no controle da oleosidade da pele em aplicações tópicas seguidas. Como o sebo nada mais é que um conjunto de ácidos gordos, estas substâncias aplicadas agem na neutralização destes ácidos, formando sais orgânicos que não servem de alimento para as bactérias e não têm aspecto oleoso.

Plantas Medicinais

Algumas plantas medicinais têm mostrado eficácia contra acne. Dentre ela, a bardana, o óleo de prímula, o óleo de argânia e o agrião podem ser usados no combate a cravos e espinhas e normalmente são administrados como cápsulas ou cremes. A tanchagem pode ser usada para fazer compressas e aplicada sobre as lesões. A vulnerária, ou trevo-da-areia, é aplicada para amenizar as cicatrizes deixadas pela acne. Outros usos da vulnerária são para lavar feridas e úlceras de difícil cicatrização. Outra planta em estudo que tem se mostrado eficaz é o chá verde, aplicado topicamente.

Clareamento

A acne costuma deixar a pele com manchas vermelhas, uma boa opção para acelerar o clareamento dessas manchas seria usando técnicas como luz intensa pulsátil ou produtos como ácido retinóico e hidroquinona combinados ou ácido glicólico e ácido kójico combinados, essa combinação tem menores efeitos colaterais.

Cicatrizes

A acne pode levar o rosto a ter cicatrizes, principalmente quando as espinhas são espremidas, pode-se tratar essas cicatrizes com várias técnicas como dermoabrasão (lixamento cirúrgico), preenchimento cutâneo, luz intensa pulsátil e peeling médio ou profundo com laser ou com ácidos como o retinóico, tricloroacético e fenol, dependendo do grau da cicatriz.


Cuidados importantes com a ACNE:

A aplicação de antibióticos na região afetada, utilizando-se cremes e loções a base de eritromicina e ácido fusídico pode ser bastante eficaz. Eles atuam matando as bactérias - notadamente, P. acnes - que se alojam no orifício do folículo piloso. Há também antibióticos orais, que são utilizados em casos mais graves e têm efeito melhor.

O uso de antibióticos tem se tornado menos eficiente na medida em que bactérias P. acnes resistentes têm se tornado mais comuns. A acne geralmente irá reaparecer em alguns dias após o fim do tratamento tópico e algumas semanas após o oral.

As pessoas portadoras da acne devem tomar alguns cuidados importantes e que de alguma forma contribuem para a melhora deste problema.

acne cuidados

Os principais cuidados são: higiene da pele, resistência aos maus hábitos, sol e alimentação.

- Higiene da Pele: o mais correto é seguir as instruções do dermatologista que acompanha o tratamento.

Mas é prudente lembrar que os cuidados com a higiene da pele são fundamentais. Neste caso, a pele deve receber sabonetes especiais, emulsões ou leite de limpeza específico. Outro aspecto importante é com relação ao uso de loções alcoólicas que retiram a oleosidade natural da pele, desidratando-a.

- Resistência aos maus hábitos: espremer e cutucar cravos e espinhas são flagelo para a pele. As mãos podem estar sujas e contaminar as espinhas, deixando marcas.

- Uso do Sol: o sol causa um espessamento da pele ao mesmo tempo em que faz as glândulas sebáceas trabalharem mais, embora as pessoas pensem que seu efeito é benéfico.

- Alimentação: alimentos com muita gordura, iodo, vitamina B12 refletirão na sua pele e cabelos. Isto não significa que se deva abolir este tipo de alimentação.

Equilíbrio e moderação devem ser recomendados. O chocolate, por exemplo, pode ser consumido com moderação.

- Stress: para o tratamento dar resultado, antes você tem que estar livre do stress. O nervosismo, a ansiedade e desânimo não combinam com uma pele saudável.

- Limpeza de pele: a limpeza só deve ser feita por especialistas e sob recomendação médica do seu dermatologista.
 


Cuidado com a ACNE cosmética

Imagem da Acne Cosmética
CLIQUE AQUI PARA VER A IMAGEM AMPLIADA - SOBRE ACNE COSMÉTICA



 

 

Pesquisa no Google

 

Voltar a página inicial do Saúde com Inteligência.

 

ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL ACNE AFTA ALCOOLISMO ALOPECIA ALZHEIMER ARTERIOSCLEROSE ARTRITE ARTROSE BACTÉRIAS BELEZA BELEZA NATURAL BRONQUITE AGUDA BRONQUITE CRÔNICA BICO DE PAPAGAIO BROTOEJA BURSITE CABELOS CÁLCULO BILIAR CÁLCULO RENAL CALVÍCIE CÂNCER CELULITE COLESTEROL CÓLICAS MENSTRUAIS CÓLICA RENAL CORRIMENTO VAGINAL DIABETES DISFUNÇÃO ERÉTIL DENGUE DEPRESSÃO DOR DE GARGANTA EMAGRECIMENTO ENVELHECIMENTO PRECOCE ESPORÃO ESTRESSE ESCLEROSE MÚLTIPLA EXAME DE SANGUE EXAME DE URINA FARINGITE FEBRE FIBROMIALGIA FLATULÊNCIA FALTA DE MEMÓRIA GASTRITE GENGIVITE GLICOSE NO SANGUE GOTA GRIPE GUIA DO BEBE HIPERTENSÃO ARTERIAL HALITOSE HEMOGRAMA HEMORRÓIDAS HEPATITE HERPES HIPNOSE HIPOGLICEMIA HOMEOPATIA IMPOTÊNCIA INFECÇÃO INSÔNIA LARINGITE L-CARNITINA LEUCEMIA LEUCORRÉIA LÚPUS MAGNÉSIO MAL DE PARKINSON MASSAGEM MEMÓRIA MENOPAUSA MINERAIS NÁUSEA NEFRITE NEVRALGIA OSTEOPOROSE OSTEOARTROSE OBESIDADE OLIGOELEMENTOS PANCREATITE PÉ DIABÉTICO PEDRA NOS RINS PEDRA NA VESÍCULA PRESSÃO ALTA PREVENÇÃO DE DOENÇAS PRÍMULA QUEDA DE CABELO QUEIMADURAS QUEIXAS NA GRAVIDEZ RADICAIS LIVRES REJUVENESCIMENTO REUMATISMO SARAMPO SEMENTE DE CHIA SINUSITE SÍFILIS SOLUÇO SÓDIO E POTÁSSIO TENSÃO PRÉ-MENSTRUAL (TPM) TENDINITE TRIGLICERÍDEOS-TRIGLICÉRIDES TROMBOSE TUNEL DO CARPO ÚLCERA UNHA ENCRAVADA URETRITE URTICÁRIA VARICOCELE VARIZES VERMINOSE VERTIGEM VÍRUS ZONZEIRA ZUMBIDO NOS OUVIDOS

calculo renal  calculos renais  Pedra nos Rins  NQI funciona para tratar cálculo renal Cálculos Renal Cogumelo do Sol  NQI Pedra na Vesícula Artrite e Artrose 

nqi   suplementos   acne e espinhas www.jornaldasaude.com.br  www.cloretodemagnesiopa.com.br    www.listahotel.net  www.nqi.com.br  www.medicinaetratamentonatural.com.br  

Esta página e todas as informações contidas neste site são de propriedade SAÚDE COM INTELIGÊNCIA.

Referente a responsabilidade pelo uso das informações aqui contidas leia nosso DISCLAIMER.

Nenhuma parte deste website pode ser reproduzida sem a expressa autorização.
SAÚDE COM INTELIGÊNCIA - © 2007 - 2008 - 2009 - 2010 - 2011 - 2012 - 2012 - Todos os direitos reservados.

Acne e espinhas

São poucos os adolescentes que não passam pelo problema. Por isso é muito importante conhecer sintomas, tipos de tratamento e informações sobre Acne e espinhas.